top of page

SÍNDROME DO CÃO BRAQUICEFÁLICO

1) O que é a síndrome do cão braquicefálico?

O termo Síndrome Braquicefálicase refere a uma combinação de condições incluindo estenose das narinas, alongamento de palato mole e eversão de sáculos laringianos.A gravidade desta doença varia de acordo com as combinações das alterações encontradas nos cães. As raças mais afetadas são: Bulldogue Inglês,Boston Terriers, Pequinês, Pug, ShihTzus, Boxer,LhasaApso, Mastif. A síndrome é importantedevido à gravidade dos sinais clínicos e em seu potencial risco de morte.



2) Muito se comenta que o Bulldog Inglês, por ser um cão braquicefálico tem predisposição para a síndrome do cão braquicefálico. É correto afirmar que todos os Bulldogs possuem esse problema?

Não, depende da linhagem e da característica dos pais. No entanto é muito comum os cães braquicefálicos apresentarem esta condição.

3) Caso um cão seja diagnosticado com a síndrome do cão braquicefálico, quais são os impactos desse problema na vida cotidiana dele e do(s) seu(s) proprietário(s)?

Os cães com esta condição frequentemente apresentam ruídos, principalmente noturnos, se assemelhando ao ronco dos humanos. Essa situação pode, além de ser patológica, incomodar os proprietários. Eles levam o animal para a consulta com esta queixa. Além disso, podem apresentar intolerância ao exercício e até cianose esporádicas, o que assusta os donos desses animais. A perda de peso é imprescindível para que o tratamento, seja clínico ou cirúrgico tenha sucesso. Dependendo da gravidade das alterações, o paciente terá que ser submetido a procedimento (s) cirúrgico (s). Há necessidade de comprometimento dos proprietários com o pós-operatório.

4) Existe algum tratamento ou cirurgia que possa reverter ou amenizar esse problema?

Sim, correção da estenose de narinas, do palato alongado e da eversão dos sáculos laringianos. As cirurgias são relativamente simples, no entanto devem ser executadas por profissionais com experiência, já que o erro de técnica pode trazer graves consequências.

5) Suas considerações finais.

O diagnóstico precoce e o tratamento instituído por profissionais capacitados permitem que cães com a síndrome do cão braquicefálico possam ter uma vida normal e saudável.


Meu Bulldog Inglês

Fonte: Profª Dra Paola Castro Moraes Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias FCAV- UNESP Jaboticabal



Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page