top of page

Parvovirose Canina: entenda tudo sobre a doença

Parvovirose canina, ou também conhecida como Parvo vírus canino, é uma doença altamente contagiosa e muito comum em cães, seu principal sintoma é a diarreia acompanhada de sangue.

As vacinas disponíveis atualmente têm controlado a propagação da doença, mas apesar de terem sidos vacinados, alguns cães ainda correm o risco de contraí-la e podem chegar a falecer.

Ainda há muita desinformação a respeito desta doença, bem como sua propagação e a vacinação, que são generalizadas.

Quais os sintomas da Parvovirose canina?

Os principais sintomas da doença são:

* Vômito;

* Letargia;

* Anorexia;

* Perda de peso repentina;

* Diarreia (com sangue nas fezes);

* Mucosas pálidas (interior das pálpebras e gengiva);

* Febre (em alguns casos).


A presença de um desses sintomas já é um alerta para o tutor encaminhar o quanto antes o animal ao médico veterinário. E mesmo que não seja o Parvovirose canina, são sinais sérios e que podem ser indícios de outro problema grave.

Raramente cães adultos expostos ao vírus apresentam sintomas.


A maioria dos casos da doença são observados em cães com menos de 6 meses de idade, e os casos mais graves geralmente ocorrem em cães com menos de 12 semanas. Pelo fato de terem a imunidade baixa ou ainda por não terem recebido todas as vacinas.

A Parvovirose é uma doença que geralmente se manifesta de duas formas. A primeira delas e mais comum, é a forma conhecida como enterite, um problema gastrointestinal grave causado por um vírus extremamente contagioso e que pode ser fatal quando não recebe o tratamento adequado. A outra forma da doença remete o coração ao provocar uma miocardite aguda podendo causar morte súbita em filhotes.

Como a parvovirose canina é transmitida?


A parvovirose é transmitida por meio do contato com fezes ou vômitos contendo o parvovírus, podendo ocorrer por via respiratória, secreção oculonasal ou contato direto com outros cães infectados.


O vírus pode permanecer durante meses em um ambiente e é conhecido por sobreviver em objetos, como roupas, cobertores, potes de ração ou até mesmo no próprio piso. Por isso é importante que qualquer material fecal ou vômito seja removido com água sanitária.


O período de incubação, ou seja, o tempo de exposição ao vírus até o momento em que os sinais da doença começam a aparecer em torno de 7 a 14 dias. Além disso, o vírus pode ser encontrado nas fezes dias antes dos sinais clínicos da doença aparecerem e pode permanecer até duas semanas após o início da doença.

Como diagnosticar a doença?


A melhor maneira de diagnosticar a Parvovirose é através de exames específicos de sangue e exame de fezes, onde pode se detectar o vírus se estiver presente.


Tratamento da Parvovirose canina


Caso o cão seja diagnosticado com a doença, a primeira coisa a se fazer é isolá-lo de outros animais para evitar o contágio. A indicação de internar o animal em um hospital ou clínica veterinária durante o tratamento, é para garantir o isolamento e evitar a propagação do vírus, além de dar o melhor suporte para a cura ser a mais breve possível.

Normalmente o cão com Parvovirose fica muito desidratado e precisa ser internado para receber cuidados especiais, como receber fluidos e eletrólitos para repor os líquidos perdidos na desidratação. Além disso, o cão precisará tomar antibióticos e alguns remédios para evitar o vômito e não agravar o quadro.


Durante o tratamento, o animal perde o apetite e não se alimenta direito. Por isso a alimentação precisa de cuidados, e geralmente são usadas rações medicamentosas e especiais, pois possuem uma absorção mais eficaz, ideal para cães doentes.


A Parvovirose canina tem cura, mas o resultado do tratamento vai depender da imunidade do cão e o estágio em que a doença se encontra. Assim como a maioria das doenças, quanto antes for diagnosticada maior é chance de sucesso do tratamento.

Fique atento! A Parvovirose pode matar. É preciso estar atento aos menores sinais do seu animalzinho e as mudanças na sua rotina.


Como prevenir a doença


A vacinação é a maneira mais segura e eficaz de prevenir a Parvovirose, mas não elimina os riscos totalmente. Infelizmente cães vacinados podem contrair a doença. A vacina contra Parvovirose faz parte de uma vacina polivalente, que inclui a prevenção de outras doenças e existem diferentes fabricantes no mercado.


Vacinando seu filhote até os 4 meses ele estará tomando a vacina contra a doença. Lembrando que esta vacina polivalente tem reforço anual por toda a vida do cão.

Mas é importante verificar com o médico veterinário sobre um programa de vacinação mais adequado para o seu animal.






Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page