top of page

Lesões nos Coxins e Unhas


Ocorrências muito comuns na rotina clínica são as lesões nas extremidades dos membros envolvendo coxins palmares ou plantares e unhas. Ocasionalmente os animais se ferem em passeios e brincadeiras gerando lesões que apresentam certa hemorragia e assustam bastante seus donos. Também podem desenvolver nódulos na região digital que exigem investigação.

A anatomia dos dedos do animal se assemelha bastante à humana, apresentam o mesmo número e a mesma distribuição dos ossos, sendo que a unha está conectada na ultima porção óssea. A retirada das unhas (oniquectomia) do pet só pode ser realizada diante de alguma lesão que comprometa seu funcionamento. A cirurgia que antigamente era feita muito em gatos a fim de que não arranhassem mais, foi proibida recentemente, por ser considerada uma mutilação de um animal saudável.


Na parte interna da unha existe um vaso sanguíneo que ao ser rompido sangra bastante, este vaso não é circundado por tecido mole (músculo ou gordura) então por essa razão é tão difícil conter hemorragias neste local. Em fraturas completas da unha, pode-se fazer necessário a retirada da unha e do osso (falange) na qual está inserida dependendo da extensão do comprometimento. É valido lembrar que o corte de unhas deve ser feito por profissional habilitado para que se previna a ruptura do vaso, a melhor hora para realizar o corte é durante o banho (a unha amolecida favorece). Caso ocorra lesão do vaso recomenda-se utilização de pó hemostático/cicatrizante com compressão, e caso não se controle o sangramento pode-se utilizar um curativo local. Muito cuidado com os animais que têm unhas pretas que dificulta a visualização das estruturas. A unha do quinto dedo que fica localizado na lateral da pata também deve ser cortada, já que não é desgastada pelo caminhar do animal. Uma patologia não tanto comum, mas que pode acometer a unha é a micose (infecção fúngica). Neste caso a unha fica bastante esfarelada e muito diferente das demais.

Alguns tipos de nódulos podem se formar nos dedos ou na região interdigital. Sempre que isto for observado recomenda-se procura de atendimento veterinário para que seja investigado qual é o tipo de nódulo (benigno, maligno). Caso venha a ser uma neoplasia, geralmente o tratamento indicado consiste na retirada do tumor com margem de segurança que pode envolver desde o dedo até mesmo a pata completa. A retirada com margem de segurança insuficiente pode resultar em ressurgimento do tumor.


fonte: www.med.sc.edu


Alguns animais desenvolvem infecções na região interdigital chamadas de dermatite. Levam a lambedura intensa do local, inchaço e avermelhamento, acompanhados de odor desagradável. Este quadro exige tratamento local e muitas vezes sistêmico, sendo que sua resolução pode ser demorada.

Os coxins palmares ou plantares podem sofrer ferimentos quando o animal pisa em algum objeto contundente que venha a cortar o local. Essas lesões levam a sangramento de controle lento, pois cada vez que tentar apoiar o local retoma a hemorragia. Dependendo da lesão é necessário a imobilização do local com ataduras para que seja limitado o movimento e em cortes muito profundos há necessidade de sutura.

Caso ocorra lesões nas unhas ou coxins com seu pet, aconselha-se imediatamente fazer a compressão do local com a mão ou com gaze/algodão/pano limpo até procurar atendimento veterinário. Se uma unha for fraturada não tentar puxar a porção pendurada para não agravar a situação.


Dra. Viviane Dubal – CRMV/RS 8844

Formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e proprietária da Clinica Veterinária Saúde Animal em Porto Alegre. Contato: vivianesd@bol.com.br

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page