top of page

História do Walmor


O sonho do meu marido era ter um Bulldog Inglês. Eu não queria… Moramos em apartamento e eu imaginava: como um cachorro desse tamanho vai morar aqui com a gente?? Sabíamos que a raça requer cuidados especiais, e isso intensificava ainda mais a minha certeza de não querer um cachorrinho (e que cachorrinho) em casa. O Leandro pesquisou muito sobre o comportamento da raça, suas necessidades e de todas as formas tentava me convencer de que era possível termos um Bulldog. E eu não aceitava de forma alguma. Certo dia ele chegou em casa me contando que tinha visitado um canil e conheceu um buldoguinho maravilhoso. Queria muito que eu fosse com ele conhecer o cachorrinho. Depois de muita insistência, eu fui… E não é que me apaixonei…

Foi assim que no aniversário do meu esposo o Walmor foi para a nossa casa… Como ele era pequenininho… Cuidávamos dele como um bebê…  Hoje ele é o nosso xodó… Dia 5 de Abril completou 1 aninho… Ele senta, dá a pata, quando queremos levá-lo passear sai correndo e não deixa colocar a coleira… Já destruiu muitos pares de sapatos, celular, controle da TV, comeu um pedaço da parede da sala, mas o nosso amor por ele aumenta a cada dia… Como ele alegra as nossas vidas…Certo dia o Leandro subiu no elevador com o vizinho do andar de baixo e perguntou se o Walmor o incomodava, ele disse que não, mas que de madrugada podia escutar o ronco dele…kkk.

Por falar nisso, quem não tem Bulldog acha que o dono exagera quando diz que ele ronca demais, por isso, colocamos vídeos dele roncando no youtube que já viraram sensação entre nossos amigos e familiares. Veja abaixo:


Abraço, Leandro

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page